BLOGGER TEMPLATES AND Blogger Templates »

sábado, 11 de Dezembro de 2010

Trabalho do 1º Período.

No nosso 1º Período o tema a ser trabalhado é a Evolução da Língua Portuguesa.
Para ver o trabalho basta descer a página mas de qualquer maneira fornecemos-lhe o acesso directo a cada um dos subtemas.
Clique para aceder a :

Introdução.

A Língua é uma entidade dinâmica uma vez que se encontra em constante evolução.
Para chegar a aquilo que é hoje, a nossa língua passou por várias etapas e sofreu várias alterações.
No âmbito da disciplina de Área de Projecto com um tema proposto pela docente da disciplina de Língua Portuguesa, escolhemos entre outros, trabalhar a evolução da nossa língua e compreender a nossa origem.

O Indo-Europeu.

O Indo-Europeu era uma língua muito antiga, que espalhou os seus ramos por vastas regiões.

Do Indo Europeu ao Latim

Tal como já referimos o Indo-Europeu foi uma língua cujos vários ramos se diversificaram por vastas regiões da Europa e da Ásia.
Das diversas línguas que se formaram, surgiu o Latim que se originou através do ramo Itálico.

O Latim Vulgar.

O Português é uma língua derivada do latim que era falado antigamente na região do Lácio, onde ficava a cidade de Roma.
Com o tempo, Roma foi crescendo e, à medida que conquistava novos povos, impunha o latim como meio de comunicação obrigatória e
além disso difundia seus hábitos e os seus valores.
O latim levado a essas regiões era o vulgar, falado por soldados e pessoas que provinha de vários lugares, o que tornava diferente da língua falada na cidade de Roma.
Por seu lado os povos conquistados pelos romanos já possuíam uma língua e, ao serem obrigados a empregar o latim, modificavam bastante a pronúncia, incorporavam ao vocabulário latino palavras suas, resultando disso uma língua, desenvolvida com o tempo, que não era exactamente o latim.

O latim vulgar sofreu várias transformações e deu origem às linguas românicas:

  • Português, Francês, Italiano, Romeno, Sardo, Provençal, Catalão, Reto-Romano e Castelhano.

Do Latim Vulgar ao Português actual.

Até chegar à sua forma actual a Língua Portuguesa passou por diversas etapas.

O Português deriva do Latim Vulgar que se introduziu aquando da Romanização da Península.
Uma mistura do Latim Vulgar com dialectos Peninsulares deu origem ao Romance, que existiu até ao século IX.
Seguiu-se o Galaico-Português que foi a língua corrente desde o século IX ao XII.
Após essa etapa surgiu o Português Arcaico, época onde se destaccou Gil Vicente. Esta etapa durou do século XII ao XVI.
Encontramo-nos actualmente na última das etapas da nossa língua que se denomina de Português Moderno e surgiu no século no século XVI e permanece até aos nossos dias.

O Substrato Celta.

Aquando da Romanização vários vocábulos de origem celta foram adoptados pelos romanos.
Alguns desses vocábulos ainda hoje se encontram na Língua Portuguesa.
Chama-se a isto o Substrato Celta.

Alguns exemplos : cerveja, saia, ...

O Superstrato.

Após a invasão dos Romanos novos povos invadiram a Península, tal comos os bárbaros germânicos, nomeadamente os visigodos.
Os árabes foram também um dos povos que invadiram o nosso território após a Romanização.
Ainda hoje são visíveis as marcas que esses povos deixaram inclusive os inúmeros vocábulos introduzidos.
Chama-se a isso o Superstrato.
Exemplos:

  • Vocábulos de origem germânica -  guerra, brecha, brasão, ...
  • Vocábulos de origem árabe - álgebra, alfaiate, atalaia, ...

A Evolução da Língua quanto aos aspectos semânticos e fonéticos.



Ao longo da sua evolução a Lngua Portuguesa, tal como já foi dito, sofreu várias alterações.
Chama-se evolução fonética quando os vocábulos sofrem uma alteração no som, enquanto que se dá o nome de evolução semântica à alteração do significado das palavras.

Exemplos:

  • Evolução Fonética - a palavra "calidu" é hoje "caldo".
  • Evolução Semântica - a palavra "Gesto" significava, no Passado, rosto ou semblante, mas nos dias de hoje refere-se a um movimento corporal.

Conclusão.

Damos assim por terminado o nosso trabalho.
Apesar da dificuldade em arranjar informação e do pequeno precalço de  termos começado o trabalho de novo, gostámos imenso de o realizar.
Reiteramos então o facto da Língua ser uma dinâmica  que está sempre em evolução e que não sabemos o que nos espera amanhã, mas ao concluirmos este trabalho esperamos dar a conhecer a nossa origem,

Esperemos também que se tiver visto o nosso trabalho tenha adquirido os conhecimentos e que de qualquer forma vos seja útil.
Aceitamos qualquer crítica ou comentário.

O nosso obrigado.